Crescer, explorar, descobrir e conhecer

Crescer- explorar- descobrir-conhecer

Estes verbos por si só nos  apresentam uma ideia de dinâmica, de ciclo e estão perfeitamente adequados ao crescimento e ao desenvolvimento infantil. Trazem ainda a ideia de mudança. Crescer proporciona a cada dia uma novidade e junto ao crescimento está o aprendizado.

Falando dos bebês, crescer não somente no aspecto físico, mas principalmente intelectual. Diversos fatores contribuem para os avanços dos pequenos, como por exemplo, estimulação e espaços adequados.

A proposta de atividades para o berçário deve ser cumprida conforme as expectativas para cada faixa etária, de modo que  se observe a evolução da linguagem, como exploram recursos e ambientes, como descobrem com curiosidade tudo o que lhes chama a atenção.

Pode parecer abstrato, visto que são tão pequenos, no entanto, se a oferta é boa e diversificada o conhecimento vai se construindo gradativamente. As interações com o outro são necessárias e enriquecedoras, ainda que delas façam parte as contrariedades, os contatos físicos repentinos e por vezes doloridos. Mas contrapondo-se a isto temos os abraços, os carinhos, as rodas, as gargalhadas que são bem mais prazerosas se compartilhadas e imitadas pelos colegas, afinal todos estão se descobrindo e descobrindo a existência do outro.

A construção dessa relação no berçário só é possível coletivamente, acompanhada e mediada pelas educadoras, que também são desafiadas a ofertarem sempre mais.

Apresentamos o mundo aos bebês, ampliando o relacionamento com todos, através dos passeios pelos diversos ambientes da escola, da participação nos eventos comemorativos como aniversários, por exemplo.  Nesses momentos eles tem um espaço reservado exclusivamente para diversão.

Acompanhar o crescimento, a exploração, a descoberta e os passos dos bebês  que freqüentam a escola pode até deixar os adultos que desconhecem essa dinâmica um pouco curiosos, tensos, ansiosos, em conflito e tais reações são facilmente compreendidas, afinal quem não gostaria de estar sempre perto contemplando  cada conquista?

Assim, sugiro a substituição das palavras em destaque no parágrafo anterior por outras que soam melhor para este momento rico de descobertas dos  bebês e que precisam ser vivenciadas sempre em família: ouvir, contemplar, interagir, sorrir, acolher e outras que nos tornem cada vez mais disponíveis para crescer e evoluir junto com eles.

Derivan

Coordenadora

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s